Publicidade

Bolsonaro diz que apoiadores decidirão seu futuro e que 'nada está perdido' | Brazil News Informa

Bolsonaro diz que apoiadores decidirão seu futuro e que 'nada está perdido' | Brazil News Informa

Ao som de gritos de "fica" dos apoiadores em frente ao Palácio da Alvorada, o presidente Jair Bolsonaro (PL) afirmou que serão eles os responsáveis por decidir seu futuro. Hoje, em frente à residência oficial, Bolsonaro falou pela primeira vez com apoiadores desde o fim das eleições em que foi derrotado por Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

"Quantos amigos nós perdemos por falar a verdade para eles? Quantas vezes nós nos irritamos quando alguém diz a verdade para nós? E hoje estão vivendo um momento crucial, uma encruzilhada, um destino que o povo tem que tomar. Quem decide o meu futuro, para onde eu vou, são vocês. Quem decide para onde vai as Forças Armadas são vocês, quem decide para onde vai a Câmara e o Senado, são vocês também", disse.

Bolsonaro manteve o tom de antes das eleições, e também usado no período eleitoral e voltou a dizer que nunca saiu das "quatro linhas". Além disso, manteve o discurso de que "nada está perdido" e que "tudo dará certo no momento oportuno".

O presidente também insuflou apoiadores que seguem acampados em quarteis ao afirmar que nada está perdido. "O poder emana do povo? Depende de quem o povo escolhe para representá-lo. Se o poder emanasse do povo somente pelo povo, Cuba não seria uma ditadura, nem a Venezuela. Devemos ver o que aconteceu em outros países, (...) exatamente os mesmos erros, nada está perdido. O final somente com a morte", continuou.

Desde o dia 30 de outubro, apoiadores de Bolsonaro realizam protestos golpistas contra a eleição de Luiz Inácio Lula da Silva (PT). São movimentos que começaram fechando rodovias e, depois, migraram para as portas de quarteis com pedidos de "intervenção federal" e para que as Forças Armadas "salvem o Brasil".

Hoje, Bolsonaro também defendeu ser possível mudar o futuro do Brasil, mas criticou o próximo governo, dizendo que "com o mesmo ingrediente ninguém pode fazer um bolo diferente".

"Vocês também estão aqui, não é por mim, é pelo país de vocês. Esse país que não existe nada igual no mundo todo. Então o que eu digo a vocês, é vamos acreditar, vamos nos unir, criticar só quando tiver certeza absoluta, buscar alternativas", concluiu.

Bolsonaro justifica silêncio: "tudo seria deturpado". Com poucas aparições em público, presença reduzida nas redes sociais e pronunciamentos suspensos, Bolsonaro passou o último mês quase em silêncio.

Hoje, aos apoiadores, disse que ficou assim porque senão "tudo seria deturpado". O presidente também voltou a dizer que a liberdade "é mais importante que a própria vida", e afirmou que "se algo der errado é porque eu perdi a minha liderança".

"Eu me responsabilizo pelos meus erros, mas peço a vocês, não critiquem sem ter certeza absoluta do que esta acontecendo. Obviamente, não estou aqui quebrando o silêncio. Estou falando algo que sempre disse a todos vocês. Alguns falam do meu silêncio, há poucas semanas, se eu saísse aqui e desse 'bom dia', tudo seria deturpado, tudo seria distorcido", justificou.

Fonte: UOL



Postar um comentário

0 Comentários