Publicidade

Pelo pubiano fez polícia descobrir assassino de Anderson do Carmo, marido de Flordelis; entenda | Brazil News Informa

Pelo pubiano fez polícia descobrir assassino de Anderson do Carmo, marido de Flordelis; entenda | Brazil News Informa

Um detalhe inusitado fez a com que a polícia chegasse ao assassino de Anderson do Carmo, marido da ex-deputada Flordelis, um pelo pubiano. O filho biológico da ex-deputada federal, Flávio dos Santos Rodriguez, foi condenado pela morte do também pastor.

Os policiais encontraram a pistola utilizada no homicídio no quarto de Flávio, que chegou a afirmar que prova havia sido plantada, no entanto, os peritos encontraram o pelo pubiano do autor do crime preso no ferrolho da arma.

“A gente acredita que o autor tenha utilizado a arma sem coldre, então, no espaço entre o corpo e o ferrolho da arma, onde desliza, um em cima do outro, a gente encontrou um pelo pubiano. Material era exatamente o mesmo doado pelo Flávio”, disse o perito Thiago Hermida.

O material genético de Flávio foi retirado da garrafa de água e do garfo utilizado pelo filho de Flordelis na delegacia e comparado com o pelo.


Flávio dos Santos Rodrigues recebeu a sentença de 33 anos e dois meses de prisão por homicídio triplamente qualificado, porte ilegal de arma, uso de documento ilegal e associação criminosa armada.

Condenações

A ex-deputada federal Floredlis dos Santos Souza foi considerada culpada pelo assassinato do pastor Anderson do Carmo e condenada a 50 anos e 28 dias de prisão.

Além da pastora, Simone dos Santos Rodrigues, filha biológica da ex-deputada, foi condenada a 31 anos e 4 meses de prisão por homicídio triplamente qualificado, tentativa de homicídio duplamente qualificado e associação criminosa armada.

Outro filho condenado foi Lucas Cézar dos Santos Souza, filho adotivo, apontado por comprar a arma do crime. O rapaz recebeu a sentença de sete anos e meio por homicídio triplamente qualificado. A pena foi reduzida por ter colaborado com as investigações.

Fonte: iBahia





Postar um comentário

0 Comentários