Milionário mata esposa em caçada para embolsar seguro e viver com amante | Brazil News Informa



Milionário mata esposa em caçada para embolsar seguro e viver com amante | Brazil News Informa




Após três semanas de julgamento, Lawrence Rudolph, um dentista milionário acusado de matar sua esposa a tiros durante um safári na África, em 2016, foi considerado culpado de assassinato e fraude contra o seguro de vida. Após assassinar a esposa e mentir sobre sua morte, ele recebeu o equivalente a R$ 25 milhões do seguro, dinheiro suficiente para que ele pudesse viver com a amante, considerada sua cúmplice. 

O veredicto para Rudolph foi divulgado ontem, após decisão do júri em um tribunal federal de Denver, nos EUA. O dentista foi acusado de assassinato e fraude postal por retirar US$ 4,8 milhões (R$ 25 milhões) de seguro de vida em nome de sua esposa. Para os promotores, foi um crime premeditado.

O milionário insistia em se declarar inocente, segundo o canal norte-americano CBS. Seu advogado sugeriu que sua esposa de 34 anos, Bianca Rudolph, atirou em si mesma ao guardar uma espingarda às pressas enquanto se preparavam para voltar da Zâmbia para os Estados Unidos, em 2016. 

O dentista havia declarado anteriormente que estava no banheiro, ouviu um tiro, e encontrou a esposa sangrando, morta no chão do quarto do hotel em que estavam hospedados

Mas os promotores contestaram as alegações. Segundo eles, as evidências mostraram que isso era impossível, porque o ferimento no coração da mulher foi causado por um tiro disparado de 60 centímetros a um metro de distância. 

O corpo de Bianca foi cremado ainda na Zâmbia, o que levou uma amiga a duvidar que o que ocorreu fosse um acidente.

Logo após a morte de Bianca, a amiga ligou para o FBI. De acordo com uma queixa registrada junto ao FBI e citada pelo programa de TV "48 Hours", ela também disse que Rudolph estava tendo um caso e foi verbalmente abusivo com Bianca. A amiga também relatou ao FBI que o casal brigava por dinheiro.

O tiro, dado pelo dentista durante uma caçada, acabou sendo confessado por ele em uma briga com a própria amante, Lori Milliron, durante um jantar, quando ele foi ouvido por testemunhas gritando: "Eu matei a minha esposa por você". 

Os promotores acusaram a amante de Rudolph e gerente de sua franquia odontológica na área de Pittsburgh, Lori, de mentir para um júri federal sobre o caso e seu relacionamento com o dentista.

Ela foi considerada culpada pelo mesmo júri de ser cúmplice de assassinato, obstrução do trabalho do júri e duas acusações de perjúrio perante o juri. Mas foi considerada inocente em duas outras acusações de perjúrio. 

Os promotores alegaram que Rudolph decidiu matar sua esposa para recuperar o controle sobre sua vida depois que Bianca pediu maior participação no controle das finanças do casal e exigiu que Lori, com quem o então marido tinha um relacionamento de duas décadas, fosse demitida.

Fonte: UOL

Postar um comentário

0 Comentários