Policial manda matar filha de 8 meses para não pagar pensão pensão alimentícia | Brazil News Informa



Policial manda matar filha de 8 meses para não pagar pensão pensão alimentícia | Brazil News Informa




Um homem, que é policial ativo no Equador, é acusado de ser o principal mandante do crime que resultou no assassinato de sua filha de apenas 8 meses. O crime aconteceu na cidade de Ibarra. Segundo detalha o portal Metro Ecuador, o sujeito teria solicitado o crime para que assim não precisasse mais pagar pensão alimentícia para criança.

Na última quarta-feira (20), a mãe circulava com a filha pela via pública quando foram abordadas por dois sujeitos que estavam em uma moto. Nesta ocasião e após o conflito, a bebê foi ferido na região do ombro que atravessou seu corpo. Já a mãe, teve múltiplas feridas pelo corpo.A criança chegou a ser socorrida e levada ao hospital, mas quando chegaram ao local o médico confirmou seu falecimento.

Diante do ocorrido, a polícia realizou uma intensa busca por toda a zona, utilizando drones, inclusive, até que encontraram e detiveram duas pessoas, Pedro B. e Jorge L., quem supostamente seriam os responsáveis pelo ataque. Pouco tempo depois, oficiais prenderam Luis L., policial ativo, que estava fora de uma entidade bancária.

Por fim, a Secretaria de Direitos Humanos do Equador se pronunciou e disse que oferecerá toda a assistência psicológica e legal necessária para a mãe. “O ataque que uma mãe e sua filha receberam em Ibarra não pode ficar impune. Rejeitamos a violência de onde vier e da Secretaria de Direitos Humanos estaremos acompanhando a sobrevivente da violência no processo jurídico e psicológico”, reforçaram.


Postar um comentário

0 Comentários