Auxílio emergencial poderá ser permanente | Brazil News Informa



Auxílio emergencial poderá ser permanente | Brazil News Informa


De acordo com a declaração do ministro da Economia, Paulo Guedes, na última quinta-feira (1º), o auxílio emergencial pode se tornar permanente. A possibilidade surge caso o programa seja substituído pelo seguro-desemprego.

Considerando as discussões para concessão de mais uma rodada do auxílio emergencial em 2021. O Governo Federal decidiu disponibilizar o benefício para um grupo menor de pessoas, com uma redução no valor a ser distribuído e com menos parcelas.

Neste sentido, ficou acertado que o programa teria vigência de quatro meses, a início no mês de abril e encerramento em julho, atendendo os segurados conforme a composição familiar com valores de R$ 150, R$ 250 e R$ 375.

Vale ressaltar que em 2020, o programa pagou inicialmente cinco parcelas no valor de R$ 600. Após esse período, o auxílio foi prorrogado por mais quatro meses distribuindo parcelas de R$ 300. As mães chefes de famílias monoparentais recebiam cotas duplas em cada ciclo, sendo assim, no primeiro ganharam R$ 1.200 e no segundo R$ 600.

No entanto, devido ao atual cenário de permanecia da pandemia da Covid-19, o Governo decidiu estender o programa por mais dois ou três meses. Esse período deve considerar o avanço da vacinação no país.

Segundo o Ministério da Saúde, a expectativa é que até o mês de outubro toda população adulta brasileira esteja imunizada ao menos com a primeira dose da vacina. Sendo assim, é mais certo que o auxílio emergencial tenha mais três parcelas.

Ademais, existem vários debates com relação ao valor que deve ser liberado na prorrogação. Até o momento, o que se concretiza é que a extensão será concedida nos mesmos moldes atuais, ou seja, permanecerão os valores atuais aos seus respectivos grupos.

O benefício do auxílio emergencial é depositado na conta poupança social digital do Caixa Tem. Na plataforma, o segurado pode realizar uma série de transações financeiras disponibilizadas gratuitamente. Entre elas estão: pagamento de contas e boletos, recarga no celular, transferências via TED, DOC e PIX, compras on-line com catão de débito digital. Entre outras.

Com relação ao aplicativo, a Caixa Econômica busca implementar mais recursos para os seus usuários. Entre as novidades já anunciadas, estão a concessão de microcrédito e a liberação de um cartão de crédito.


Edição por Lucas Araujo – jornalista do Brazil News Informa


Postar um comentário

0 Comentários