Publicidade

Principais dicas para NÃO cair na malha fina do Imposto de Renda deste ano | Brazil News Informa

Principais dicas para NÃO cair na malha fina do Imposto de Renda deste ano | Brazil News Informa

O prazo de entrega da declaração do Imposto de Renda 2023 já começou, com isso os contribuintes precisam redobrar a atenção para passar todas as informações corretamente.

Uma vez que um pequeno erro pode causar grandes problemas nas informações inseridas no documento. A saber, são exatamente os dados incorretos que fazem com que os contribuintes caiam na malha fina. Para evitar isso, confira algumas dicas que separamos para este fim.

Tem como evitar a malha fina do Imposto de Renda?

Quando a declaração do IR cai na malha fina, significa que a Receita Federal precisa fazer a análise do documento de forma mais aprofundada. Para isso, eles fazem uma verificação de pendências quando há possíveis erros no documento. 

Quando isso ocorre, o contribuinte passa a esperar mais para receber a restituição do Imposto de Renda, se for o caso. Devido a isso, ao invés de receber a restituição, o cidadão corre o risco de receber uma multa do Fisco.

Então, como saber se você corre o risco de cair na malha fina? É possível fazer essa verificação e conferir sua declaração através do portal e-CAC no seguinte endereço: https://cav.receita.fazenda.gov.br/autenticacao/login

Ao entrar no sistema, basta seguir o passo a passo abaixo:
  • Vá em “Meu Imposto de Renda;
  • Ao abrir o menu “Processamento”, selecione a opção “Pendências de Malha”;
  • Nesta tela, é possível acessar a sua declaração e verificar porque sua declaração caiu na malha fina e conferir qual foi o real motivo de ter sido retida.

Quais são os erros mais cometidos ao entregar a declaração do IR? 

Um dos erros mais cometidos ao entregar a declaração do Imposto de Renda é digitar valores incorretos, principalmente ao inserir as casas decimais. Um zero a mais ou a menos faz toda a diferença. 

Por conta disso, os especialistas recomendam sempre revisar muito bem todos os dados inseridos antes de enviar o documento. Além disso, outro erro muito comum que é cometido é o não informar os valores exatos dos informes de rendimento. Assim, o sistema da Receita Federal realiza um cruzamento dos dados frequente e detecta as discrepâncias. 

Vale lembrar que o informe de rendimentos que os bancos precisam enviar aos clientes, devem possuir as principais informações exigidas pela Receita Federal. Como estes informes não possuem um padrão, é comum que o contribuinte esqueça de informar esses dados. 

Portanto, para não errar, é importante checar o documento linha por linha de todos os itens que já foram inseridos no documento, uma vez que nenhum valor pode ficar em branco.

Outro erro que não se pode cometer é em relação aos gastos dedutíveis. Estes gastos são considerados somente em despesas com cursos de educação infantil, ensino fundamental, médio, técnico ou superior.

Outros cursos livres como: de idiomas, música e outros não entram na lista. Já os gastos médicos devem excluir os reembolsos do plano de saúde, como também não incluem tratamentos estéticos, exceto algumas cirurgias plásticas para recompor uma habilidade funcional do indivíduo. 

Fonte: Pronatec

Postar um comentário

0 Comentários