Publicidade

Consulta de valores a receber está liberada? Veja como consultar dinheiro ‘esquecido’ em bancos | Brazil News Informa

Consulta de valores a receber está liberada? Veja como consultar dinheiro ‘esquecido’ em bancos | Brazil News Informa

A consulta ao Sistema de Valores a Receber (SVR) foi suspensa em abril do ano passado, e desde então milhões de brasileiros aguardam a reabertura dos saques. A plataforma foi criada pelo Banco Central para viabilizar a devolução de dinheiro “esquecido” em instituições financeiras.

Segundo a autarquia, ainda há R$ 4,6 bilhões para serem devolvidos, sendo R$ 3,6 bilhões para mais de 32 milhões de pessoas físicas e R$ 1 bilhão para mais de 2 milhões de empresas. Mas afinal de contas, os saques já retornaram?

Volta das consultas ao dinheiro esquecido

A resposta infelizmente é não. O BC não divulgou nenhuma previsão de quando as consultas e resgates vão voltar, deixando os cidadãos na expectativa.

Ao acessar o site do SVR, é possível tirar algumas dúvidas sobre o assunto. Uma das questões é “Quando poderei acessar o Sistema de Valores a Receber?”. A autarquia responde o seguinte:

“As consultas ao Sistema de Valores a Receber (SVR) estão suspensas. Estamos trabalhando para melhorar o sistema e incluir novos valores. Em breve, o Banco Central divulgará a data de reabertura do SVR e informações sobre valores de falecidos”.

O Banco Central também afirma que o consumidor “não corre o risco de perder os valores a que tem direito”, já que os recursos “continuarão guardados pelas instituições financeiras, esperando que você solicite a devolução, quando as consultas ao SVR forem retomadas”.

Na segunda fase, ainda sem data para começar, a entidade planeja não apenas incluir novas fontes de recursos, mas também permitir o saque do dinheiro pelos herdeiros e representantes legais de falecidos.

Golpes com o SVR

O SVR tem sido usado em tentativas de golpes na internet. Por isso, no início de janeiro, a autarquia alertou a população para ter cuidado com falsas mensagens sobre a plataforma recebidas por canais digitais.

O sistema segue suspenso por tempo indeterminado, por isso não é possível consultar ou realizar o resgate de dinheiro esquecido neste momento. Apesar da ampla divulgação da suspensão, criminosos enviam mensagens via WhatsApp, e-mail e mensagem de texto para tentar aplicar golpes.

No texto, eles se passam pelo Banco Central e solicitam dados pessoais da vítima, como nome completo e CPF. A orientação da autarquia é ignorar o conteúdo das mensagens e jamais clicar nos links, já que o BC não solicita dados pessoais de cidadãos.

Já a consulta dos valores a receber deve continuar sendo feita pelo próprio titular ou seus dependentes, exclusivamente no site valoresareceber.bcb.gov.br.


Postar um comentário

0 Comentários