Publicidade

Vídeo: Relatos de "Lobisomem do Tenoné" assustam moradores de Belém | Brazil News Informa

Relatos de "Lobisomem do Tenoné" assustam moradores de Belém | Brazil News Informa

O folclore de Belém é repleto de relatos de aparições sobrenaturais e fantasmagóricas, muitas das quais se popularizaram com o lançamento do livro "Visagens e Assombrações de Belém", do célebre autor Walcyr Monteiro. No entanto, sempre houveram pessoas que nunca acreditaram nos relatos, porém, isto pode estar prestes a mudar.

Moradores do bairro do Tenoné, em Belém, estão assustados com supostas aparições de um lobisomem, um tipo de ser humano sobrenatural que vira lobo em noites de lua cheia.

Em relatos feitos ao entusiasta sobre aparições sobrenaturais Nathan de Moura, dono do canal "Belém de Arrepiar" no YouTube, alguns moradores e até mesmo famílias inteiras contam a experiência assustadora que viveram no bairro.

Os depoimentos contam detalhes sobre as primeiras vezes em que o "Lobisomem do Tenoné" apareceu. Os moradores afirmam que ouviram vários uivos altos e longos, além de já terem visto a criatura com os próprios olhos. E quem observou o lobisomem também relata que sofreu com mal estar no dia seguinte à experiência sobrenatural.

E tudo isso não seria recente. Uma moradora afirma que chegou a ver o lobisomem em meados de 2022. As características relatadas por quem já viu o ser sobrenatural são sempre as mesmas: semelhança com um macaco de grande porte ou um gorila, com o corpo cheio de pelos escuros, olhos vermelhos e cheiro de carniça.

Uma força-tarefa montada pela comunidade para caçar o bicho em uma área de mata próxima às residências. Munidos de terçados, facões, foices, pedaços de madeira e outras ferramentas, os moradores tentaram capturar e matar a criatura. No entanto, os esforços foram em vão e, até o momento, nada foi encontrado.

A comunidade segue com medo do que pode vir a acontecer e de possíveis próximas aparições do "Lobisomem do Tenoné". Os relatos completos podem ser conferidos no vídeo abaixo:

Fonte: DOL

Postar um comentário

0 Comentários