Publicidade

Vídeo: casal é visto tendo relações intimas em banco no Acre | Brazil News Informa

Vídeo: casal é visto tendo relações intimas em banco no Acre | Brazil News Informa
Alguns relacionamentos podem esfriar com o passar do tempo e há quem diga que apimentar as coisas na cama pode ser o segredo para reacender a chama da paixão. Manter relações intimas em locais públicos, como uma praia, uma boate ou em na piscina de um clube ou condomínio, estão entre as fantasias que animam muitos homens e mulheres.

Talvez tenha sido por isso que um casal de Rio Branco, no Acre, decidiu entrar na área de autoatendimento de uma agência do Banco Santander, localizada no centro da capital acreana, para ter relações, sem se importar comas pessoas que passavam pela via pública ou com as possíveis consequências do ato.

Um homem que passava de carro pelo cruzamento das ruas Rui Barbosa e Marechal Deodoro, registrou as cenas explícitas com seu aparelho celular e divulgou a gravação nas redes sociais.

"Rapaz, Rio Branco está louco! Nego sacaneando e tacando o pau na nega! Rio Branco tá possuída. Já vi coisa nessa vida, mas no banco? O pau tá torando", comenta o autor da filmagem, em tom de deboche ao contemplar a cena.

APOSTA ENTRE AMIGOS

Segundo a repórter Lilia Camargo, uma aposta feita entre amigos estaria por trás da ousadia do casal. A jornalista disse ter recebido esta informação após a enorme repercussão do caso nas redes sociais, principalmente por meio do compartilhamento em grupos de WhatsApp.

“Não me passaram fotos, nem contaram quem é. Mas disseram que esse casal não se trata de um mendigo e nem morador de rua. É um casal convencional que participou de uma aposta valendo R$ 500”, revelou Lilia, em um vídeo curto postado em uma rede social.

O QUE DIZ A LEI

Caso essa versão seja verdadeira, a aposta pode sair muito mais cara do que os R$ 500 suposamente embolsados pelo casal "sem-vergonha". Isso porque, de acordo com o Código Penal, praticar em público é crime. A infração se enquadra no Artigo 233 que se refere à pratica de ato obsceno.

A pena prevista para este tipo de crime, que geralmente é registrado como contravenção penal, pode variar entre três meses e até um ano de prisão ou multa.

Fonte: DOL - AC24horas

Postar um comentário

0 Comentários