Publicidade

Padre Júlio Lancellotti ataca banco Itaú e debocha do comercial do ‘Respeito’ | Brazil News Informa

Padre Júlio Lancellotti ataca banco Itaú e debocha do comercial do ‘Respeito’ | Brazil News Informa

Em um post no Instagram, o Padre Júlio Lancellotti, ironizou o comercial do banco Itaú em que a garotinha Alice pede por “respeito”. 

Dessa forma, ele postou a foto de uma calçada com arquitetura hostil, localizada em frente a uma das unidades do Itaú Unibanco. A construção foi projetada para impedir que moradores em situação de rua se abriguem no local.

Mega da Virada: pessoas destes signos devem se atentar a estes números
Na publicação, o padre escreveu a palavra “respeito” por cima da imagem e postou a seguinte mensagem ao banco: “Respeito removendo as intervenções hostis na arquitetura de todas as agências”.

Esse tipo de técnica, conhecido também como “arquitetura defensiva”, se caracteriza pela instalação de pinos metálicos pontiagudos e cilindros de concreto nas calçadas. 

Nos comentários, uma internauta disse que esse tipo de arquitetura atrapalha não apenas os moradores em situação de rua, mas também os pedestres que circulam com carrinho de bebê, por exemplo. 

Já outras pessoas foram favoráveis a iniciativa do banco, um dos comentários dizia: “Eles não se respeitam! Deitam aí, se instalam, esticam papelão no chão, usam de banheiro, e espantam a clientela do banco”.

Arquitetura já foi pauta no Senado

Essa não foi a primeira vez que o Padre Júlio Lancellotti criticou esse tipo de instalação nas vias urbanas. Em fevereiro de 2021, o religioso utilizou uma marreta para remover pedras que foram instaladas no chão de um viaduto pela prefeitura de São Paulo. 

Após o episódio, o uso de arquitetura hostil virou pauta no Senado, por meio do então Projeto de Lei 488/2021, de autoria do senador Fabiano Contarato (Rede-ES), que altera o Estatuto da Cidade.

Lei Padre Lancellotti

A proposta citada anteriormente virou lei, em dezembro deste ano, e ganhou o nome de Lei Padre Lancellotti. Dessa forma, devido à legislação vigente, instalações de arquitetura hostil são proibidas nos espaços públicos. 

O texto alega que esse tipo de construção afasta as pessoas das calçadas e dificulta o acesso de pessoas em situação de rua, idosas ou crianças. No entanto, as estruturas particulares não são afetadas pela lei. 

Quem é MEI pode solicitar o Bolsa Família? confira

Portanto, a Lei Padre Lancellotti tem como objetivo promover “conforto, abrigo, descanso, bem-estar e acessibilidade na fruição de espaços livres de uso público, seu mobiliário e interfaces com espaços de uso privado”.

Vale ressaltar que o padre Júlio Lancellotti é conhecido por lutar pelos direitos humanos e minorias. Assim, o religioso realiza diversas ações para ajudar moradores que vivem em situação de rua. 


Postar um comentário

0 Comentários