Publicidade

Regras do CadÚnico mudam; entenda o que foi alterado | Brazil News Informa

Regras do CadÚnico mudam; entenda o que foi alterado | Brazil News Informa

As mudanças no CadÚnico para 2023 já estão valendo e, para quem deseja se inscrever no sistema (ou já é inscrito), há novos requisitos para a seleção. Isso porque, juntamente com o aumento do salário mínimo aprovado, passaram a valer regras de atualização, a fim de que ele sirva como fonte de dados para benefícios do Governo Federal.

Confira o que muda, como será o processo de filtragem em 2023 e quem precisa atualizar os dados no CadÚnico.

Mudanças no CadÚnico buscam maior eficiência na concessão de benefícios

O CadÚnico é o sistema que o Governo Federal usa para incluir ou excluir pessoas de programas sociais, como o Auxílio Brasil (que voltará a se chamar Bolsa Família no próximo ano). O cadastro mapeia brasileiros em vulnerabilidade social.

Neste ano, o governo convocou pessoas com dados desatualizados entre 2017 e 2018 para a renovação cadastral dentro da plataforma.

Em 2023, as mudanças no CadÚnico exigirão que as famílias com dados desatualizados entre 2018 e 2019 façam o mesmo procedimento. Dessa forma, garantem a permanência dentro de programas sociais ou podem solicitar a inclusão, conforme regras dos benefícios.

O requisito de renda mensal também foi alterado. Então, agora, serão abrangidas pelo CadÚnico famílias com renda mensal de até R$ 651,00 (meio salário mínimo) per capita, bem como famílias com ganho mensal de até R$ 3.906,00 (três salários mínimos).

Além disso, para garantir maior transparência, a atualização cadastral também abrangerá famílias compostas por uma única pessoa e quem não confirmou os dados nos últimos dois anos.

Como atualizar os dados no CadÚnico para 2023

Para atualizar os dados cadastrais e cumprir as exigências das mudanças no CadÚnico, basta o beneficiário seguir o passo a passo explicado abaixo.

Acessar o site ou o aplicativo (disponível para Android e iOS) e fazer login com os dados;
Conferir as informações e alterar aquelas que não correspondem mais à situação familiar.
Quem deseja solicitar pela primeira vez o cadastro, fará o mesmo processo. Entretanto, o acesso funciona apenas como um pré-cadastro. Isso porque, após inserir todas as informações na plataforma, é necessário procurar o CRAS mais próximo e levar a documentação que o aplicativo indicar.

É importante frisar que, mesmo com as mudanças do CadÚnico, ter o cadastro não significa a aprovação em benefícios sociais. A concessão só acontece quando há a avaliação do setor responsável pelos programas sociais do governo.


Postar um comentário

0 Comentários