Publicidade

"Hétero Top" continua preso acusado da morte de modelo | Brazil News Informa

"Hétero Top" continua preso acusado da morte de modelo | Brazil News Informa

O perfil de Luma Bonny ainda está ativo no Instagram. Na bio, a jovem, que tinha 23 anos de idade, se apresenta como fotografa, modelo e designer. Nas postagens, fotos e vídeos do dia a dia, do trabalho e dos momentos em família. Aliás, momentos estes que agora se eternizam na memória da família que, em meio a dor provocada pelo luto da partida precoce de Luma, vive a missão de ajudar a Polícia Civil a investigar a morte tão precoce da jovem.

Ela faleceu no último dia 9 de novembro após cair do 7º andar do prédio onde morava. A família não entendia, até então, o que tinha acontecido. As respostas começaram a vir poucos dias depois, com informações que levavam à pessoa Maurício César Mendes Rocha Filho, de 25 anos - que se apresentava nas redes sociais como o "hetero top".
 
Maurício é acusado de expor vídeos íntimos de mulheres na internet, entre eles um de Luma, no qual as imagens apontam que ela foi abusada por ele. O suspeito foi preso na última sexta-feira (9), um mês depois do falecimento da modelo. A prisão foi feita pela Delegacia de Crimes Cibernéticos da Polícia Civil do Pará (PC), que investiga o caso.

Bony Monteiro, pai da vítima, disse que recebeu mensagens de pessoas que nunca tinha visto. O conteúdo sugeria para que a família continuasse a investigar o que estava por trás da morte da garota e citaram o vídeo que foi publicado pelo próprio Maurício, no perfil dele nas redes sociais, dois dias antes da morte da modelo.

O conteúdo havia sido publicado por Maurício César na própria rede social, dois dias antes da morte de Luma, no dia 6 de novembro, por volta das 18h30 – dia em que se conheceram. Foi quando a família começou a investigar o que teria acontecido.

“Ela estava bêbada. Em várias mensagens, trocadas com amigas, ela fala como ele estava insistindo. Ela acabou cedendo. A gente descobriu, depois, que, chegando ao sítio, ele comprou ainda mais bebida no cartão dela, embebedou ainda mais a minha filha, drogou ela – o laudo da perícia mostra que ele deu LSD para a minha filha – e convenceu ela a sair de lá com ele. Ele disse que ia levar a Luma até a casa da avó dela, mas antes, precisava deixar uma mochila na casa dele e ela foi”, disse Bony, em entrevista a um portal de notícias de Belém.

O suspeito chantageou Luma, pedindo dinheiro em troca de não expor o vídeo íntimo.

Nas redes sociais, a família levantou a hastag #justicaporlumabony e faz um alerta para que outras mulheres que tenham sido vítimas de Maurício procurem a polícia para formalizar a denúncia. A irmã da modelo, compartilhou um vídeo com fotos de luma. Veja: 


Fonte: DOL



Postar um comentário

0 Comentários