Publicidade

Empréstimo consignado do Auxílio Brasil será mantido após o retorno do Bolsa Família? | Brazil News Informa

Empréstimo consignado do Auxílio Brasil será mantido após o retorno do Bolsa Família? | Brazil News Informa

O governo federal lançou em outubro deste ano o crédito consignado para quem recebe Auxílio Brasil ou Benefício de Prestação Continuada (BPC). A novidade permite que beneficiários desses programas utilizem o valor que recebem como garantia em empréstimos.

A criação do empréstimo consignado para famílias vulneráveis foi uma medida bastante criticada por especialistas, que acreditam que ela pode aumentar o nível de endividamento da população mais pobre. Contrariando quem entende do tema, Bolsonaro lançou a novidade em busca de apoio eleitoral.

No final do mesmo mês, Luiz Inácio Lula da Silva foi eleito para a presidência da República e anunciou a volta do Bolsa Família. Com a mudança, o Auxílio Brasil deixará de existir e a iniciativa social original retornará.

O que muitos querem saber agora é: com a troca de governo, ainda será possível contratar o crédito consignado? Saiba o que esperar.

Consignado continua ou não em 2023?

Para o CEO do Banco Pan, Carlos Eduardo Guimarães, a modalidade deve continuar existindo no próximo ano. Segundo ele, o presidente eleito manterá o consignado porque ele movimentou milhões de reais na economia durante seus poucos meses de existência.

Ele avalia que os contratantes têm um perfil voltado para o empreendedorismo, e que um empréstimo com taxas “razoáveis” beneficia essas pessoas e  país de forma geral. Nesse tipo de crédito, a taxa de juros não pode ultrapassar 3,5% ao mês.

Contudo, o executivo pontua que não há nenhuma confirmação oficial do governo eleito sobre o futuro do crédito consignado do Bolsa Família. Sobre os contratos já fechados, Guimarães não espera nenhuma mudança.

“Mas acreditamos que o novo governo vai achar um produto bacana, que oferece para o cliente a melhor oferta de crédito, com uma taxa mais barata”, completa.


Postar um comentário

0 Comentários