Publicidade

‘Bolsa Verde’: entenda o que pode ser o novo benefício do governo e qual o VALOR das parcelas | Brazil News Informa

‘Bolsa Verde’: entenda o que pode ser o novo benefício do governo e qual o VALOR das parcelas | Brazil News Informa

Além dos demais programas de assistência social e transferência de renda, o presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), também pretende instituir o ‘Bolsa Verde’, que consiste em um novo programa que tem como objetivo pagar uma quantia para as famílias que vivem em locais de preservação ambiental.

O presidente Lula pretende criar um novo programa de assistência social quando assumir a presidência em janeiro do próximo ano. Dessa forma, o Bolsa Verde será capitaneado pelo futuro Ministério do Meio Ambiente e prevê o pagamento de uma pequena quantia para as famílias de extrema pobreza que vivem em áreas de preservação ambiental.

De acordo com as regras do programa, que chegou a funcionar durante o governo da ex-presidente Dilma Rousseff e em parte de Michel Temer, o governo federal fazia um pagamento de R$ 300 a cada três meses a essas famílias.

A ajuda do governo serve para garantir a subsistência dessas pessoas, para que possam ter acesso a recursos básicos. Com isso, essas famílias se comprometem a cuidar da região onde vivem ao utilizar os recursos naturais de forma sustentável e também preservam a natureza, além de ajudar no trabalho de monitoramento e de proteção dessas áreas.

Os orçamentos para a iniciativa foram liderados pelo Ministério do Meio Ambiente em conjunto com o Incra, que controla o cadastro rural, e o Instituto Chico Mendes de Biodiversidade (ICMBio), que administra as unidades de conservação federais. Também está prevista a possibilidade de que a Secretaria de Patrimônio da União deva atuar como parceira do programa.

0
No ano de 2011, quando o Bolsa Verde esteve em operação e fez parte do chamado Brasil Sem Miséria, o governo chegou a ter 100 mil pessoas beneficiadas com o programa. De acordo com a avaliação do governo, os fiscais do Ibama e ICMBio, apesar de serem numerosos, não têm condições de estarem em todos os locais do país ao mesmo tempo. Portanto, essas famílias podem desempenhar um papel importante para ajudar na conservação e proteção das florestas.

O que é preciso para ter acesso ao programa?

O critério para a escolha das famílias é feito pelas famílias que estão registradas no Cadastro Único do governo federal e também sejam beneficiárias do programa Bolsa Família e ganham até R$ 77 por pessoa da família por mês.

A inscrição no Cadúnico é realizada através do Cras na cidade onde a pessoa mora. Desde março, é possível realizar um pré-cadastro através da internet.
Sendo esta a etapa inicial para a família ser incluída no programa, mas para efetivar o cadastro ainda se faz necessário comparecer a um posto de atendimento do Cadastro Único em até 120 dias para apresentar os documentos de identificação.

Ademais, o foco do programa é para as famílias que vivam próximas a áreas de conservação ambiental e essas áreas serão definidas pelo governo federal, conforme as suas prioridades.

Fonte: Pronatec

Postar um comentário

0 Comentários