Publicidade

Beneficiários do Auxílio Brasil já podem saber se terão direito ao Bolsa Família apenas com o CPF | Brazil News Informa

Beneficiários do Auxílio Brasil já podem saber se terão direito ao Bolsa Família apenas com o CPF | Brazil News Informa

Na próxima sexta-feira (23), acontece o último repasse do Auxílio Brasil. Dessa forma, a partir de janeiro, os beneficiários do programa social passarão a integrar o Bolsa Família. Assim, muitos têm dúvidas se terão direito ao novo benefício. Contudo, é possível consultar o direito ao Bolsa Família por meio do site ou aplicativo do CadÚnico, utilizando o CPF.

Contudo, a consulta do Bolsa Família pelo CadÚnico ainda não está disponível. Pois, essa funcionalidade só estará disponível após o programa ser oficializado por lei. Todavia, o principal critério para integrar ao programa social continuará sendo ter a inscrição atualizada no CadÚnico.

O que é o CadÚnico?

Em síntese, o objetivo do CadÚnico, que foi criado através do decreto nº 3.887 em 2001, é identificar as famílias do país que estão em situação de vulnerabilidade social e extrema pobreza por meio de dados fornecidos neste cadastro. 

Portanto, o CadÚnico é o principal meio para o recebimento de alguns benefícios sociais do governo, como Auxílio Brasil, Benefício de Prestação Continuada (BPC/LOAS) e Auxílio Emergencial durante a pandemia da Covid-19, entre outros programas.

Quem pode se inscrever no Cadastro Único

Assim, podem se inscrever no Cadastro Único as pessoas que se enquadram nos seguintes requisitos:
  • Famílias com renda mensal de até meio salário mínimo (R$ 606,00) por pessoa;
  • Famílias com renda mensal total de até três salários mínimos (R$ 3.636,00);
  • Famílias com renda maior que três salários mínimos, contanto que estejam o cadastro vinculado à inclusão em programas sociais nas três esferas do governo;
  • Famílias unipessoais – pessoas que moram sozinhas;
  • Pessoas que vivem em situação de rua — sozinhas ou com a família.

Como se cadastrar no CadÚnico?

Portanto, a família que se enquadra para receber o CadÚnico e ainda não está inscrita, pode fazer o pré-cadastro pelo aplicativo (disponível para Android e iOS). E, no prazo de até 120 dias, procurar o Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) em sua cidade e complementar os dados familiares.

Postar um comentário

0 Comentários