Publicidade

AUXÍLIO MÃE SOLTEIRA DEZEMBRO: PRIMEIRA PARCELA de R$ 1.200 foi LIBERADA e ANTECIPADA pela CAIXA PARA AMANHÃ (07/12)? Veja se RECEBE o Auxílio Permanente para Mãe Solteira nesta TERÇA-FEIRA | Brazil News Informa

AUXÍLIO MÃE SOLTEIRA DEZEMBRO: PRIMEIRA PARCELA de R$ 1.200 foi LIBERADA e ANTECIPADA pela CAIXA PARA AMANHÃ (07/12)? Veja se RECEBE o Auxílio Permanente para Mãe Solteira nesta TERÇA-FEIRA | Brazil News Informa

As milhares de mulheres que são mães solteiras no Brasil pode começar a contar com um novo benefício: o Auxílio Mãe Solteira.

Leia esta matéria e tenha mais informações sobre o assunto.

O QUE É O AUXÍLIO MÃE SOLTEIRA?

O Auxílio Mãe Solteira foi proposto neste ano através do PL 2.099/20.

No entanto, para ser aprovado, o programa social vai precisar passar por algumas votações.

Como o projeto já foi aprovado pela Câmara dos Deputados, o PL vai precisar passar pelo Senado Federal para, assim, ser sancionada pelo atual presidente.

Assim, não é possível que o Auxílio Mãe Solteira seja pago em dezembro.

QUAL O VALOR DA PARCELA QUE DEV SER PAGA PELO AUXÍLIO MÃE SOLTEIRA?

O Auxílio Mãe Solteira é uma criação do ex-deputado Assis Carvalho (PI) e da deputada Erika Kokay (PT-DF).

O objetivo é criar um Auxílio Permanente para mães solteiras com um valor mensal de R$ 1.200.

CADASTRO AUXÍLIO MÃE SOLTEIRA 2022

Quem tem interesse em realizar cadastro no programa precisa aguardar anovas informações por parte do Ministério da Cidadania.

Apesar disto, acredita-se que o cadastro do Auxílio Mãe Solteira deverá ser pago para as mães que possuem uma inscrição do CadÚnico.

REGRAS PARA RECEBER AUXÍLIO MÃE SOLTEIRA

Quando o Auxílio Mãe solteira for liberado, poderão receber o benefício:
  • Mulheres inscritas no Cadastro Único - CadÚnico;
  • Mulheres que não possuem emprego com carteira de trabalho;
  • Mulheres que tenham renda mensal de até 1/2 (meio) salário mínimo por pessoa ou total familiar de três salários mínimos;
  • Mulheres com idade mínima de 18 anos;
  • Mulheres que não possuem companheiro ou cônjuge;
  • Mulheres que não sejam beneficiárias de programas previdenciários ou assistenciais do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS);
  • Mulheres que não participem de qualquer programa de transferência de renda federal;
  • Mulheres que tenham ao menos um filho menor de 18 anos sob sua responsabilidade;
  • Mulheres que não recebem seguro-desemprego.
Fonte: TVJornal 



Postar um comentário

0 Comentários