Publicidade

Casal tenta quarto filho 'para completar a família' e acaba tendo quadrigêmeos | Brazil News Informa

Casal tenta quarto filho 'para completar a família' e acaba tendo quadrigêmeos | Brazil News Informa

No ano passado, Gabriela Cristal Hagler, de 40 anos, e o seu marido, Patrick, começaram a tentar ter um quarto e último filho, "para completar a família".

O casal já tinha Sammy, de 2 anos, e ambos têm um filho de relacionamentos anteriores. Com mais um bebê, "fechariam a fábrica", em Woodlands (Texas, EUA).

Então, quando Gabriela e Patrick, ambos de 50 anos, descobriram a nova gravidez, em dezembro do ano passado, ficaram emocionados. No entanto, no exame de 12 semanas, o ultrassom apontou que eles estavam esperando não um, mas quatro bebês.

"Achamos que seria ótimo ter um quarto e último filho e não tínhamos ideia de que eram quadrigêmeos até que a médica começou a contar", disse Patrick, terapeuta de casamento e família, de acordo com o "Metro", acrescentando que, no começo, acreditava que a responsável pelo exame estava contando de forma duplicada.

Após a notícia chocante de que eles conceberam quadrigêmeos naturalmente (uma chance em um milhão), Gabriela precisava ter o colo do útero costurado para evitar aborto e foi monitorada cuidadosamente durante toda a gravidez, pois era considerada de alto risco.

Em julho, Gaby deu à luz com 34 semanas a quatro meninos, Adam, Bennett, Coby e Dane. Apesar do grande ajuste para uma família agoras enorme, eles se dizem felizes com os recém-chegados, embora confessem ter mais trabalho do que imaginavam.

O casal diz gastar 47 fraldas, um pacote e meio de lenços umedecidos, 32 mamadeiras e três mudas de roupa a cada 24 horas.

"Com quatro bebês, tivemos que reestruturar tudo", disse Patrick.

"Adam é o líder, Coby é muito alegre, Bennett é muito tranquilo e Dane é nosso carente e sincero", comentou Gabriela. "Tem sido desafiador, mas foi tão bom tê-los todos em casa para que pudéssemos abraçar todos eles", completou





Fonte: Extra



Postar um comentário

0 Comentários