Publicidade

Vídeo: Nuvem gigante assusta banhistas no Rio de Janeiro | Brazil News Informa

Vídeo: Nuvem gigante assusta banhistas no Rio de Janeiro | Brazil News Informa

Uma nuvem gigante chamou a atenção de banhistas no litoral sul e sudeste do Brasil, no domingo (28). Imagens divulgadas nas redes sociais mostram uma nuvem baixa que se estendia da costa até o mar. De acordo com os meteorologistas, o fenômeno raro é conhecido como “nuvem rolo”.

Conforme o Centro de Operações do Rio de Janeiro (COR), a nuvem rolo está relacionada com os tipos de nuvens Altocumulus e Stratocumulus, que são nuvens baixas.

“A formação acontece quando há o choque de ventos em direções contrárias soprando de forma contínua com temperaturas, umidade e altitudes específicas”, informou o COR. Segundo os meteorologistas, essas nuvens estão associadas à chegada de frentes frias.

“A frente fria vem avançando, conforme ela se desloca pode promover ondas mecânicas na atmosfera, igual quando você joga uma pedrinha no lago e faz aquela ondulação. Essas ‘ondas’ interagindo com os ventos do oceano formam essas nuvens em forma de rolo”, explicou o meteorologista do Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) Franco Nadal Villela.

No Rio de Janeiro, a passagem da nuvem provocou ventos fortes e assustou banhistas na praia da Barra da Tijuca. “Apesar de passar rápido, a nuvem pode provocar perigos para pequenas embarcações, aviação, esportes aéreos como parapente, e esportes náuticos”, afirmou Villela.

O meteorologista ressalta que os eventuais ventos provocados pela nuvem rolo não são similares a de um tornado. “No tornado existe uma conexão entre a nuvem e o chão e os ventos rodam na vertical. Na nuvem rolo, os ventos rodam em torno dessa nuvem, na horizontal. Os tornados são associados a tempestades, já a nuvem rolo pode provocar ventos, mas não associados a tempestade”, ressaltou o meteorologista.
@fannyferrazz

Foi top!

♬ som original - Fanny Ferraz


@fannyferrazz Respondendo a @yamandu ♬ som original - Fanny Ferraz


Fonte: IstoÉ

Postar um comentário

0 Comentários