Vídeo: taxistas agridem mulheres por se beijarem em Belém | Brazil News Informa



Vídeo: taxistas agridem mulheres por se beijarem | Brazil News Informa






Entre janeiro a abril deste ano, a Polícia Civil registrou 5879 ocorrências por lesão corporal no Pará. Na última quarta-feira (1), uma confusão envolvendo mulheres e taxistas no bairro de São Brás, em Belém, foi registrada na Seccional do bairro como sendo um caso de lesão corporal. As agressões foram registradas por um celular e compartilhadas em massa nas redes sociais.

As primeiras informações sobre este caso, indicariam que a briga teria sido motivada por homofobia. Segundo alguns internautas, as mulheres teriam se beijado e isto despertou a raiva dos taxistas que trabalham em um ponto na Avenida José Bonifácio, próximo a um supermercado e da Feira da 25.

Na Seccional Urbana de São Brás, o caso está tipificado como sendo lesão corporal. No boletim de ocorrência não há citação alguma em relação a homofobia. As mulheres foram identificadas nominalmente, apontadas como autoras da agressão, mas os taxistas envolvidos não foram identificados.

O relato no documento é de policiais do 2º Batalhão de Policiamento Militar que foram acionados para atender a demanda. Os militares conduziram as mulheres até a Seccional e disseram que as informações colhidas no local foi de que elas estariam bebendo. No vídeo é possível ver uma garrafa de vinho próximo da confusão.

O vídeo compartilhado tem 22 segundos de duração e mostra uma das mulheres sendo chutada e caindo no chão com um dos homens envolvido na confusão. A outra mulher é contida e cercada por outros taxistas, que aparecem com um uniforme vermelho nas imagens. 

Em nota, a Polícia Civil informou que as investigações estão em andamento e apurações estão sendo realizadas para identificar as circunstâncias do ocorrido.

Polícia faz buscas por homem que decepou dedo da esposa

A prefeitura de Belém se manifestou sobre o caso e informou que ele está sendo acompanhado pela Coordenadoria da Diversidade Intima.

Fonte: Denilson d'Almeida


Postar um comentário

0 Comentários