Concurso do INSS: Como se preparar para mil vagas com salário de R$ 5.187 | Brazil News Informa



Concurso do INSS: Como se preparar para mil vagas com salário de R$ 5.187 | Brazil News Informa



Você deve ter visto que o INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) recebeu autorização do Ministério da Economia para abrir concurso para a carreira de técnico do seguro social. Serão disponibilizadas mil vagas. A remuneração do técnico do seguro social é hoje de R$ 5.186,79. Mas como se preparar para ter mais chances de ser aprovado? O INSS é uma autarquia vinculada ao Ministério da Previdência e Assistência Social.

 O técnico do seguro social é aquele servidor responsável por lidar diretamente com o público nas agências do INSS: atende, orienta, esclarece dúvidas, agendar perícias, dá continuidade e analisa a revisão dos pedidos dos segurados da Previdência Social.

O UOL consultou especialistas de empresas de cursos preparatórios para concursos públicos. Eles dão dicas práticas de como estudar. Eles falam também sobre os próximos passos do concurso.

 Edital deve ser em até seis meses

 A autorização do Ministério da Economia para o concurso do INSS foi publicada no Diário Oficial da União no dia 13 de junho. Agora, o INSS vai iniciar o processo para escolha da instituição que vai aplicar as provas. Na sequência, será elaborado o cronograma para, depois, ser divulgado o edital, e as inscrições serem abertas.

A validade da autorização é de seis meses, ou seja, a publicação do edital tem que acontecer até dezembro. 

"No entanto, em função do grande déficit de pessoal e da pressa na contratação de novos servidores, o edital deverá ser aberto bem antes disso", diz Viviane Rocha, professora de Técnicas e Planejamento Estratégico de Estudos nos cursos da Central de Concursos. 

Segundo Marco Brito, coordenador pedagógico da Degrau Cultural, a partir do momento que o edital for divulgado, o INSS precisará cumprir um intervalo de quatro meses até a realização das provas, conforme determina o decreto presidencial 9.739/19.

"Como o INSS ainda deverá levar cerca de dois meses para o edital ser divulgado, haverá então, pelo menos, cerca de seis meses para se preparar até as provas", afirma Brito. Por conta própria ou em cursinhos preparatórios?

 Existem muitas formas de o candidato iniciar sua preparação, seja estudando por conta própria ou em cursinhos preparatórios. Há cursos online, EaD e presenciais e plataformas para resolução de questões.

 "Saliento a necessidade de fazer uma procura e buscar cursos especializados em preparação para concursos, apostilas com conteúdo atualizado e com resolução de questões que vão validar a absorção dos conteúdos", diz Viviane.

Para ela, o candidato deve escolher a forma que mais se adequa à sua rotina. "Quanto mais autodidata for no processo, mais disciplina tem que ter", afirma.

 Em cursos preparatórios, diz Brito, os professores vão direcionar os estudos para aquilo que, de fato, cai nas provas. "Assim, os candidatos não perderão tempo estudando coisas que não são importantes", declara.

Qual o tipo de prova para este concurso? 

Brito diz que, se a estrutura do último concurso for mantida, os candidatos serão avaliados somente por meio de provas objetivas, abrangendo as disciplinas de conhecimentos básicos e conhecimentos específicos.

 O último concurso do INSS foi realizado em 2015 pelo Cebraspe (antigo Cespe/UnB). Foram 120 questões divididas em dois blocos: 

  • 50 itens de conhecimentos básicos, como língua portuguesa, direito constitucional e direito administrativo, informática e raciocínio lógico
  •  70 itens de conhecimentos específicos, como legislação previdenciária.

"Das 120 questões da prova do concurso de 2015, 70 foram sobre seguridade social, que é a legislação previdenciária. Então, na hora de se elaborar um plano de estudos, é indispensável que os candidatos dediquem mais tempo a essa disciplina. No entanto, todas precisam ser estudadas com seriedade. Nenhuma deve ser negligenciada", declara Brito.

 Quantas horas de estudo por dia são recomendadas?

Viviane diz que, como a publicação do edital pode ocorrer a qualquer momento, quanto antes o candidato iniciar sua preparação, maiores as chances de ser aprovado.

 "O ideal é que o candidato tenha um planejamento de estudos, que os dias e horários sejam organizados de forma realista e que leve em consideração todos os compromissos pessoais e profissionais. A quantidade de horas ideal é aquela que o candidato termine o dia com a sensação de dever cumprido. Por isso que o planejamento deve ser realista. Use o seu tempo de forma inteligente", declara.

Como base nos horários que serão destinados aos estudos, diz Viviane, o candidato deve fazer um cronograma e estabelecer metas diárias, semanais e mensais, intercalando o estudo de novos conteúdos com a revisão dos temas já vistos.

 Para Brito, o ideal é que o candidato destine, ao menos, quatro horas por dia aos estudos. "No entanto, o mais importante são a constância e a qualidade desse tempo. É fundamental que o concorrente faça um cronograma de estudo real, que, de fato, possa ser cumprido diariamente", diz.

Dicas de como se preparar para o concurso 

  • Faça um plano de estudos e o cumpra à risca Se possível, matricule-se em um curso preparatório. Mas também estude em casa, para aprofundar os conhecimentos. 
  • Inicie os estudos com base no programa do concurso anterior.
  •  Depois que o edital for divulgado, foque no novo conteúdo programático
  •  Estude a teoria e, ao final, faça cerca de dez exercícios de fixação sobre o assunto estudado 
  • Estude ao menos duas disciplinas por dia, mas não ultrapasse o limite de três 
  • Resolva também provas anteriores do INSS e de outros órgãos federais. No entanto, quando a instituição organizadora do concurso for escolhida, é necessário realizar questões somente dessa banca.
  • Faça revisão periódica de todas as matérias. Isso é tão importante quanto estudar assuntos novos e fazer questões 
  • Faça resumos, crie mapas mentais, estude em voz alta, leia PDFs, ouça aulas gravadas e assista a vídeos de aulas. 
  • Identifique quais dessas estratégias são mais úteis para você memorizar e entender o que está estudando
  •  Participe de simulados feitos por cursos preparatórios. Isso é fundamental para avaliar seu desempenho, vivenciar a pressão de se fazer uma prova e gerenciar o tempo.
  • Durante a preparação, procure realizar atividades físicas e uma boa alimentação 
  • Descansar e não perder horas de sono são importantes: uma noite de sono recarrega as energias para o dia seguinte.

Fonte: UOL

Postar um comentário

0 Comentários