Publicidade

Vídeo: jovem grava idoso abusando de prima, e aposentado é preso | Brazil News Informa



Vídeo: jovem grava idoso abusando de prima, e aposentado é preso | Brazil News Informa



Um idoso de 71 anos foi detido por suspeita de importunação intima contra uma adolescente de 14 anos, em Praia Grande, no litoral de São Paulo. A Polícia Civil do estado confirmou a prisão do homem nesta quarta-feira (6/1).

Um vídeo gravado pelo primo da jovem mostra o momento em que o idoso passa a mão nas partes íntimas da jovem. Mesmo com a gravação, o homem nega que tenha cometido o crime.

De acordo com a delegada Lyvia Bonella, titular da Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) da cidade, o abuso aconteceu na casa da adolescente. O idoso é antigo empregador de uma das irmãs da vítima era considerado amigo da família.

No dia 12 de dezembro, ele foi até a casa, mas a irmã da vítima não se encontrava no local. Ele, então, aproveitou a oportunidade e abusou da menina. As informações são do G1.

No vídeo, é possível ver o idoso se aproximando por trás da garota, que estava sentada usando o celular, e começou a passar a mão, inclusive nas partes íntimas. O primo da adolescente viu a situação por uma janela e começou a gravar o ocorrido para ter provas.

A delegada contou que a mãe da adolescente só ficou sabendo do abuso no dia seguinte ao ocorrido e foi à Delegacia Sede para fazer o boletim de ocorrência.

“Como é um crime contra a dignidade da adolescente, foi encaminhado para a Delegacia da Mulher. Nós iniciamos as investigações, descobrimos o local de trabalho do investigado, onde ele residia e as imagens foram encaminhadas, cedidas pelo primo”, explicou a delegada.

 Apesar do vídeo mostrar o abuso, ele nega que tenha cometido o crime. O caso foi registrado como importunação intima de menor de idade, e o suspeito permanece preso.

“Se eu pudesse dizer algo às mães, diria para colocar Deus e seus filhos na frente de tudo. Que não confiem em ninguém, e que tenham coragem, porque são os filhos delas”, disse a mãe da adolescente.

Fonte: Metrópoles

Postar um comentário

0 Comentários