Policial é expulso por organizar festas de relações intimas com a esposa | Brazil News Informa



Policial é expulso por organizar festas de relações intimas com a esposa | Brazil News Informa



Está se tornando cada vez mais comum, casais com relacionamento aberto permitirem uma terceira ou outras pessoas na relação como uma forma de realizar suas vontades, por mais que o fetichismo intimo pareça ainda ser um tabu, na verdade não é.

Aconteceu em West Midlands no Reino Unido, um policial foi exonerado da corporação após seus superiores descobri que ele e a esposa organizavam festas intimas e cobravam para cada convidado 150 libras, o equivalente a R$ 900 para participar da experiência a três.

As festinhas eram organizadas na casa onde ele mora com a mulher, o homem identificado por Nicholas Taylor de 40 anos e sua esposa, Eleanor Turner de 28 anos, anunciavam seus "serviços íntimos" e eventos nas redes sociais. Eles recebiam frequentemente em sua residência em Tedford muitos interessados, principalmente homens.

Segundo informações, essa prática começou em meados de 2020, durante o lockdown imposto pelas autoridades em decorrência da alta de casos de covid-19, segundo o jornal inglês Mirror.

O casal manteve a sua rotina de brincadeiras intimas em grupo em segredo devido às restrições para aglomerações e realizações de festas e estabeleceu uma exclusividade na inclusão de outros participantes, principalmente quando a lista de interessados cresceu expressivamente.

As coisas foram se complicaram quando os dois foram descobertos. Nicholas Taylor trabalhava no Departamento de Investigação Criminal (CID, na sigla em inglês) em Bloxwich, e foi exposto após uma armação planejada por repórteres que se disfarçaram de possíveis clientes em novembro de 2020, segundo o tabloide The Sun.

Fonte: UOL

Postar um comentário

0 Comentários