Jovem fica com o nariz necrosado após procedimento estético | Brazil News Informa



Jovem fica com o nariz necrosado após procedimento estético | Brazil News Informa





De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia, somente no primeiro trimestre de 2022, houve um aumento de 390% na procura por procedimentos estéticos em relação ao mesmo período do ano anterior.

Contudo, infelizmente, também são registrados muitos casos de procedimentos que não deram certo. Louise Reynaud, de 22 anos, faz parte dessas estatísticas. 

A jovem compartilhou, em suas redes sociais, que está vivendo um drama, após as complicações de um procedimento estético de rinomodelação quase resultar na perda de parte do nariz. 

Louise mora em Petrópolis, no Rio de Janeiro e decidiu, no início deste ano, guardar dinheiro para realizar o procedimento, pois tinha inseguranças com o próprio nariz. Com isso, passou a acompanhar postagens de um cirurgião-dentista especializado em harmonização orofacial.

Considerando que seria um procedimento menos invasivo e mais satisfatório, ela conseguiu realizar seu "sonho" no último dia 05 de maio. Entretanto, horas após a realização do processo, notou que havia algo errado.
 
Quando acordou para trabalhar, sentiu fortes dores no nariz, que estava roxo e os lábios inchados. Por ter feito a rinomodelação com um profissional localmente reconhecido, a paciente se acalmou e seguiu as recomendações do cirurgião para repousar e aplicar gelo no local.

Porém, cinco dias depois, quando retornou ao consultório, recebeu o diagnóstico de que o nariz estava necrosando e que o ácido hialurônico aplicado teria que ser removido. “Eu fiquei meio sem reação, porque ele falou com tanta naturalidade", conta Louise.

De acordo com a jovem, o dentista declarou que, posteriormente, o processo poderia ser refeito e que optou por não reportar a situação por telefone para não assustá-la. Segundo ela, o fato dele ter omitido a informação, a deixou ainda mais frustrada.

A estudante conta que, durante a remoção do ácido, sentiu toda a dor do procedimento, pois a anestesia local não produziu efeito na hora. Mas o que a tranquilizava era que faria a rinomodelação novamente. Entretanto, assim que chegou em casa, percebeu que o sofrimento não acabaria ali e a real gravidade da situação.

“Quando eu cheguei em casa, que eu comecei a sentir a dor e eu vi o estado do meu nariz, eu entrei em desespero. Nossa! Foi horrível. Comecei a chorar, minha mãe entrou em desespero, não sabia o que eu fazia, se eu ia no hospital, se eu ligava para alguém, se eu falava com ele, foi bem bizarro”, conta.
 
Desde então, a jovem vive uma luta diária para não comprometer toda a região, recuperar os tecidos que ainda restam e resistir às fortes dores. Um procedimento que visava recuperar a sua autoestima tornou-se o seu maior pesadelo.

Louise alega que o único procedimento exigido pelo profissional antes da rinomodelação, foi o envio de uma foto do nariz e que não foi orientada acerca dos riscos e nem, sequer, assinou um termo de consentimento. A jovem garante que, se isso tivesse ocorrido, teria desistido do procedimento estético. 




Fonte: R7 Noticias


Postar um comentário

0 Comentários