Publicidade

Filho de Lula rebate Eduardo Bolsonaro: “Culpa é do seu pai!” | Brazil News Informa



Filho de Lula rebate Eduardo Bolsonaro: “Culpa é do seu pai!” | Brazil News Informa






 Luís Cláudio, filho do ex-presidente Lula (PT), fez posts no Twitter nesta quinta-feira (19/5) em resposta ao deputado Eduardo Bolsonaro (PL-SP). Ele disse que, “se crianças precisam assaltar para poder se alimentar”, a culpa é do presidente Jair Bolsonaro (PL).

Cláudio foi assaltado por adolescentes na noite de terça-feira (17/5), quando estava dirigindo e parou em um semáforo, na zona sul de São Paulo.

Na quinta (18/5), Eduardo Bolsonaro compartilhou uma notícia sobre o roubo no Twitter e comentou: “É expropriação que fala? Ou seria mais adequado 100 anos de perdão…”.

Luís Cláudio, então, rebateu: “Dudu bananinha é um ser desprezível mesmo. Se estamos vivendo num Brasil violento e necessitando, onde crianças precisam assaltar para poder se alimentar, a culpa é do incompetente do seu pai! São mais de 16 milhões de desempregados desesperados para alimentar suas famílias”.

Se estamos vivendo num Brasil violento e necessitando, onde crianças precisam assaltar para poder se alimentar, a culpa é do incompetente do seu pai! São mais de 16 milhões de desempregados desesperados para alimentar suas familias

O filho do petista disse ainda não acreditar que crianças e adolescentes cometam crimes porque gostam, e sim porque “temos um governo federal omisso, que não liga para a população” e que “não compra vacina, que não cria projetos sociais, que não cria emprego e que não faz a economia girar”.

“Família nojenta que comemora a desgraça dos outros… Também é o que resta né, é uma família que não tem vitórias para comemorar… Um patriarca egocêntrico, incapaz e limitado não teria como criar uma família de forma decente”, acrescentou.

Em resposta a outro usuário, Luís Cláudio ainda afirmou que a Polícia Militar “foi muito efetiva” e encontrou os assaltantes em menos de uma hora. Quem cometeu o assalto foram dois adolescentes, que têm 15 e 17 anos, levados para a Fundação Casa. O caso foi registrado no 27º DP (Campo Belo).

Fonte: Metrópoles 

Postar um comentário

0 Comentários