Publicidade

Auxílio Brasil: Você pode ter direito ao adicional de R$ 200; Veja como | Brazil News Informa



Auxílio Brasil: Você pode ter direito ao adicional de R$ 200; Veja como | Brazil News Informa






Os beneficiários do Auxílio Brasil devem ter um valor extra quando conseguirem um emprego formal. O Auxílio Brasil substituiu o antigo Bolsa Família, mas manteve a maioria das regras anteriores. No entanto, no novo programa social há algumas mudanças em de seu antecessor, uma delas é o Auxílio à Inclusão Produtiva Urbana.

Esse auxílio consiste em um valor extra de R$ 200 pagos aos beneficiários que tenham obtido um emprego formal. Isso visa incentivar o retorno ao mercado de trabalho, fazendo com que a pessoa tenha uma renda própria e, portanto, não dependa mais do programa.

Outra opção, mas com a mesma proposta, é o Auxílio à Inclusão Produtiva Rural, cujo público-alvo são os trabalhadores rurais.Os benefícios da Inclusão Produtiva Urbana e da Inclusão Produtiva Rural são transferidos em um único contingente e não podem ser acumulados.

Como recebo ajuda adicional do Brasil?

Para que o cidadão tenha direito a esse benefício extra no valor de R$ 200, a pessoa deve seguir os requisitos abaixo, confira!

O valor cairá na conta no mês seguinte em que o cidadão fez a prova de que está trabalhando com carteira assinada. Assim, o valor extra será depositado juntamente com o valor original do benefício. Se, por exemplo, o trabalhador fizer a prova este mês, ele receberá em maio.

Quem tem direito ao Brazil Aid?

Para que você saiba exatamente quem são as pessoas que têm direito ao Brazil Aid, preparamos uma lista para você fazer todas as perguntas e tentar se inscrever para receber o benefício.

As famílias que têm uma condição de extrema pobreza, ou seja, a renda mensal deve ser de R$ 89 por pessoa, de acordo com as normas governamentais;
Famílias em situação de pobreza com renda mensal por pessoa entre R$ 89 e R$ 178, de acordo com as normas governamentais, com gestantes e pessoas de até 21 anos de idade.
  • Ter renda mensal de até R$ 89 por pessoa;
  • Ou famílias com renda de até R$ 178 por pessoa, contendo gestantes na família, crianças ou adolescentes até 17 anos de idade;
  • Estar matriculado no CadÚnico;
  • Você precisa ter os dados atualizados do CadÚnico por pelo menos dois anos.


Fonte: NbNews

Postar um comentário

0 Comentários