Publicidade

Adolescente de 15 anos é apreendido com faca em escola do DF | Brazil News Informa



Adolescente de 15 anos é apreendido com faca em escola do DF | Brazil News Informa



Um adolescente de 15 anos acabou apreendido por entrar com faca dentro de sala de aula, no Centro Educacional Fundamental 14, em Ceilândia. O flagrante ocorreu na manhã desta quinta-feira (31/3), após o diretor da escola acionar o Batalhão Escolar e informar que o aluno portava a arma. Aos militares, o jovem alegou que sofria ameaças e, por isso, teria levado a faca para a escola.

Em três meses, o Batalhão Escolar atendeu 108 ocorrências em colégios do DF. A média é de mais de um caso por dia. De acordo com a corporação, a maioria das abordagens é por vias de fato, uso e porte de substâncias entorpecentes e ameaças. A PMDF chegou a fazer varredura nas salas de aula do CEF 14, mas não achou nada ilícito. O estudante acabou liberado após ser encaminhado à Delegacia da Criança e do Adolescente (DCA).

Mais sobre o assunto

Além disso, quatro casos graves de violência na porta das escolas em menos de uma semana assustou o DF. No período, dois alunos ficaram feridos, uma estudante teve arma apontada para a cabeça e dois garotos entraram em luta corporal.

Vigilância armada

Para desafogar os atendimentos realizados pelo Batalhão Escolar, a Secretaria de Educação do DF lançou, na quarta-feira (30/3), edital que vai selecionar uma empresa de segurança para as escolas do Distrito Federal. O objetivo é contratar profissionais especializados em vigilância armada (letal e não letal) e em supervisão motorizada das unidades de ensino.

Apesar de a contratação não ter nenhuma responsabilidade com a segurança de servidores e estudantes da rede pública, a vigilância armada tende a diminuir a sensação de insegurança e deve coibir casos de violência, como as recentes agressões registradas dentro e nos arredores de escolas públicas do DF.

Violência

Uma adolescente de 14 anos precisou ser socorrida ao hospital após ser atacada por um colega do Colégio Fundamental do Bosque, em São Sebastião. A garota teve quatro perfurações nas costas e uma no braço esquerdo. Segundo a PM, o autor é outro adolescente, de 15 anos, sem passagens pela polícia. O caso ocorreu na quarta-feira (23/3).

Na terça-feira (22/3), durante uma briga em frente ao Centro Educacional São Francisco, o CED Chicão, em São Sebastião, uma jovem apontou uma arma para a cabeça de uma estudante. A confusão, registrada por celulares, viralizou nas redes sociais.

Também na terça, o diretor da escola Centro de Ensino Fundamental 8 (CEF 8), de Taguatinga, precisou separar uma briga entre estudantes. A confusão foi gravada por outros alunos. As imagens mostram dois deles trocando socos e chutes. De repente, o diretor da unidade de ensino aparece e os separa.

Na sexta-feira (18/3), um adolescente de 17 anos foi ferido com uma facada após briga de estudantes em outra escola pública do Distrito Federal. O caso aconteceu dentro do Centro de Ensino Médio 3, em Ceilândia. O rapaz chegou ao Hospital Regional de Ceilândia (HRC) em estado grave e passou por cirurgia, de acordo com familiares.

Em decisão, a Secretaria de Educação anunciou a elaboração de um novo plano de segurança para unidades de ensino da capital federal. Entre as determinações, está o reforço de policiais nos colégios com alto índice de violência.


Postar um comentário

0 Comentários