Vídeo: Combatente brasileiro viraliza cantando funk em cima de tanque na Ucrânia | Brazil News Informa



Vídeo: Combatente brasileiro viraliza cantando funk em cima de tanque na Ucrânia | Brazil News Informa



Nessa semana, a imagem de um combatente brasileiro cantando o clássico ‘Rap das Armas’, de Mc Cidinho e Doca, no meio da Ucrânia invadida pela Rússia. O homem de sotaque carioca canta que a “Legião é ruim de invadir” e manda um “é nóis” para Volodymyr Zelensky, presidente ucraniano que está refugiado na Polônia de acordo com informações da inteligência russa.

brasileiros na ucrânia© Yuri Ferreira brasileiros na ucrânia
Brasileiro leva clássico do funk carioca para conflito militar no leste europeu

Nas imagens, que viralizaram no Kwai, TikTok e Whatsapp, o homem começa falando uma língua estrangeira utilizando roupas militares e entoa o clássico “para pa pa pa pa para pa pá” de Mc Cidinho e Doca.

Posteriormente, ele referencia a “Legião”, afirmando que ela seria ruim de invadir. Ao que tudo indica, o homem está lutando a favor da Ucrânia através da Legião Internacional de Defesa Territorial da Ucrânia. De acordo com apuração do PageNotFound, do Extra, esse brasileiro teria ingressado no território ucraniano pela fronteira com a Polônia para combater os russos que invadiram o país desde a última semana.

Nas redes sociais, é possível ver centenas de brasileiros em solidariedade à Ucrânia e há alguns que se ofereceram para lutar em favor da população ucraniana.

Em 2014, o brasileiro Rafael Lusvarghi foi à Ucrânia para lutar contra Kiev em favor das repúblicas separatistas de Luhansk e Donetsk. Ele foi preso pelas autoridades ucranianas e extraditado em 2019, mas acabou preso no Brasil por tráfico de armas e drogas no mesmo ano.

Leia: Cobertura da mídia sobre guerra na Ucrânia reforça preconceito contra refugiados de países desenvolvidos

Outro brasileiro envolvido no conflito é o deputado estadual de São Paulo de extrema-direita Mamãefalei. O parlamentar afirmou que está fazendo coquetéis molotovs na Ucrânia. Mamãefalei foi conhecido por atacar o Padre Júlio Lancelotti durante sua campanha à prefeitura de São Paulo em 2019 e está faltando em sessões legislativas para comparecer ao país do leste europeu.

Fonte: 

Postar um comentário

0 Comentários