Estudante de 13 anos que levou granada para colégio é expulso | Brazil News Informa



Estudante de 13 anos que levou granada para colégio é expulso | Brazil News Informa





O estudante de 13 anos que levou uma granada para dentro do Colégio Santa Dorotéia, no Bairro Sion, na Região Centro-Sul de Belo Horizonte, foi expulso da escola. A informação foi repassada pelo colégio no início da tarde desta quarta-feira (23/3).


Nessa terça (22/3), o colégio chegou a  informar que o menino foi encaminhado para a direção da escola e teria sido suspenso por três dias. A escola ainda entrou em contato com o pai do estudante, que disse que não podia buscar o filho e autorizou que ele fosse liberado sem um maior de idade presente. Hoje, em nota, o colégio informou que ''o estudante foi desligado da escola''. 

BH e região têm céu claro sem possibilidade de chuva nesta quarta (23)
Segundo o boletim de ocorrência, a Polícia Militar foi acionada porque o aluno do 9º ano do ensino fundamental estava carregando uma granada dentro da escola. Ao ver o objeto com o estudante, o coordenador de segurança do colégio o recolheu e guardou em um lugar distante até que os militares chegassem ao local.

"Diante dessa notícia, a coordenação geral prontamente requisitou a presença do aluno, promovendo os esclarecimentos dos fatos para possibilitar o seguimento às medidas cabíveis. Em ato contínuo, os responsáveis legais do aluno foram prontamente comunicados e, diante da relevância dos fatos e da presença do artefato bélico, foi acionada a Polícia Militar, para que tomasse conhecimento e conduzisse o caso dentro dos protocolos necessários", disse o colégio em nota.

A granada foi recolhida pelo Batalhão de Operações Especiais (Bope), que constatou que o artefato não tinha o risco de explodir.

"Entendemos que este lamentoso evento seguiu em vértice oposto aos mais caros princípios educativos e práticas pedagógicas adotadas nesta instituição de ensino, bem como ao incansável compromisso que assumimos dia a dia, para com a guarda e preservação da integridade de nossos alunos, colaboradores e famílias", disse o colégio.

Fonte: Estado de Minas

Postar um comentário

0 Comentários