Caminhonete invade emergência de hospital e não acerta paciente por um triz | Brazil News Informa



Caminhonete invade emergência de hospital e não acerta paciente por um triz | Brazil News Informa





Os pacientes e funcionários do Hospital Regional Antônio Dias (HRAD), em Patos de Minas, tomaram um grande susto na tarde desta sexta-feira (4/3). Uma caminhonete atingiu a parede do prédio e invadiu a sala de emergência. Felizmente, ninguém se feriu.
 
Por volta das 14h, o motorista de uma Mitsubishi/L200 embarcou no veículo, juntamente com a esposa e a filha. O veículo estava estacionado em uma agência bancária na Rua José dos Reis, em frente ao Pronto Socorro do HRAD, na cidade do Alto Paranaíba.

O homem relatou que, após a ignição, a caminhonete se movimentou abruptamente para a frente e só parou após atingir a parede do prédio. Nenhum dos ocupantes se feriu.
 
Atrás da parede atingida, funciona a sala de emergência do hospital. Funcionários e pacientes se assustaram com o barulho e com a vibração causada pelo impacto. Apesar disso, ninguém ficou ferido.
 
Enfermeiros disseram que havia um paciente ao lado da parede atingida minutos antes do acidente, porém ele foi levado para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI). “Caso aquele paciente estivesse ali, possivelmente teria morrido na hora”, desabafou uma testemunha.
 
A Fhemig, fundação responsável pela unidade, afirmou que vai arcar com os custos para reparo imediato, com o objetivo de restabelecer o atendimento o mais rápido possível. "Posteriormente será aberto processo para apuração de responsabilidade e dano ao erário provocado pelo terceiro, podendo ser imputado a ele o valor referente ao reparo", disse, por nota (leia a íntegra abaixo). 
 
A Polícia Militar foi acionada e registrou um boletim de ocorrência. Uma investigação pode ser instaurada para determinar o que aconteceu. Uma das possibilidades é falha no sistema de câmbio da caminhonete.
 
Nota da Fhemig
 
"Após a liberação pela perícia civil serão iniciados os trabalhos para fechamento da parede. O serviço de manutenção predial da unidade foi acionado. A previsão inicial é que a sala esteja restabelecida na segunda-feira, dia 07/03.  

A Fhemig irá arcar com os custos para reparo imediato, de forma a afetar o mínimo possível o atendimento. Posteriormente será aberto processo para apuração de responsabilidade e dano ao erário provocado pelo terceiro, podendo ser imputado a ele o valor referente ao reparo".

Postar um comentário

0 Comentários