Mulher mata a própria filha sob justificativa de ter sido ameaçada por desenho animado | Brazil News Informa



Mulher mata a própria filha sob justificativa de ter sido ameaçada por desenho animado  | Brazil News Informa



A americana Justine Johnson, de 22 anos, revelou nessa sexta-feira (04) que que matou a filha de apenas três anos por ordem do personagem Bob Esponja, que teria ordenado o crime e que a mataria caso não desse cabo da vida da criança, de acordo com informações do site MLive.

Segundo a reportagem, na audiência preliminar do caso realizada ontem, Ryan Eberline, investigador do Serviço de Proteção à Criança, revelou que, em um interrogatório feito em 1º de outubro, Justine disse que no dia em que a menina foi assassinada, ela deixou a casa de sua mãe e desmaiou em um cemitério. A mulher afirmou ainda que retornou à casa da mãe e tentou se matar, mas que em seguida foi de encontro à sua filha.

“Ela me disse que não se lembrava dos detalhes do que aconteceu no momento do que aconteceu com Sutton, que ela estava tendo alucinações devido à abstinência de heroína e não dormia por aproximadamente duas semanas”, disse Eberline. “Ela estava tendo alucinações da TV que a instruiu a tirar a vida de sua filha ou eles a matariam. “Foi Bob Esponja que estava dizendo essas coisas na TV”, continuou Eberline. “Se ela não fizesse o que fez com a filha, eles a matariam. Ela disse que temia por sua vida e tinha enlouquecido”, continuou o investigador.

Justine teria sido levada algemada ao tribunal e chorado durante toda a audiência, relatou o site.

Entenda o caso
Justine supostamente esfaqueou a filha Sutton Mosser várias vezes em 16 de setembro, dois dias após o terceiro aniversário da criança, e colocou o seu corpo em um saco de lixo. O crime teria ocorrido no período em que Justine enfrentava uma crise de abstinência de heroína, passando por momentos de alucinações e de privação de sono. Ela está sendo acusada de homicídio qualificado e abuso infantil.

Fonte: IstoÉ

Postar um comentário

0 Comentários