Policial aposentado armado 'caça' ex-mulher no trabalho após divórcio | Brazil News Informa



Policial aposentado armado 'caça' ex-mulher no trabalho após divórcio | Brazil News Informa




Uma sequência de fotos mostra quando um policial aposentado de 55 anos tentou "caçar" no trabalho a ex-mulher horas depois da audiência de divórcio, em Sorocaba (SP). As imagens mostram a mulher correndo do ex e tentando se esconder, enquanto o homem procura por ela com uma arma na mão (veja mais imagens abaixo).

O caso foi registrado em 25 de outubro do ano passado, e o réu, que teve o pedido de liberdade negado pela Justiça em janeiro, permanece preso. Segundo apurado pelo g1, a denúncia do Ministério Público por tentativa de feminicídio foi aceita pela Justiça, o que torna o homem réu.

De acordo com o boletim de ocorrência, o ataque do ex-marido ocorreu numa segunda-feira, 25 de outubro, em uma loja na avenida Ipanema, no Jardim das Flores. Testemunhas contaram que houve disparo de arma no comércio.

Na ocasião, o policial caminhou até a mulher, que trabalhava no local. Em seguida, houve a confusão. Ao g1, a vítima, que terá a identidade preservada, contou que foi surpreendida com o ex-marido armado dentro da loja.

"Peguei o celular para ligar para o 190. Quando comecei a discar, eu o vi levantando a camisa e sacando a arma. Gritei que ele estava armado e aí ele fez o disparo. A arma deu problema no pente e engatilhou. Chutou outras duas portas e apontou a arma para outras pessoas", lembra a mulher.

A maior parte da ação foi registrada pelas câmeras de segurança (veja abaixo). A vítima conseguiu correr e subir para outro cômodo. Na sequência, o suspeito entrou no refeitório, apontou a arma para uma funcionária e perguntou onde a ex-esposa estava.

O caso foi investigado pela Delegacia de Defesa da Mulher. A vítima, que já tinha uma medida protetiva, não ficou ferida. Os dois estavam separados havia cerca de 4 meses.


'Não arrume ninguém'

Na imagem abaixo, é possível ver, pela captura de tela de um aplicativo de mensagens, que o homem insistiu em falar com a mulher mesmo após ela deixar de responder. Ele chegou a convidá-la para sair e a dizer para que "não arrume ninguém". O ataque teria ocorrido após as mensagens.




Mulher foi perseguida em loja

Na sequência de imagens abaixo, a mulher aparece primeiro tentando fugir do homem no local de trabalho dela. Em seguida, o homem aparece em diferentes lugares da loja onde ela trabalha segurando uma arma, e em alguns momentos, apontando ela para a frente. Na última foto aparece o momento em que a vítima conseguiu se esconder.


Relacionamento abusivo

Segundo a vítima, o casamento de três anos acabou por ter sido um relacionamento abusivo e, mesmo após a separação, o policial insistia em mensagens e ligações.

O caso foi parar na Justiça e a mulher conseguiu uma medida protetiva com urgência, além de uma audiência para a separação e partilha de bens. No entanto, após o fim da reunião online com advogados, as partes e o juiz, o suspeito foi até o trabalho da vítima e tentou matá-la.

"Durante a audiência online da separação, eu acatei tudo, aceitei a partilha.
Em um momento ele começou a chorar. Pela localização do escritório do advogado, eu acho que ele saiu de lá e foi direto para a loja."

"Pensava nas minhas filhas. Foi um livramento, porque vi ele passando na porta e por segundos consegui me esconder. Achei que ia morrer naquele momento. Um verdadeiro horror".

Fonte: G1

Postar um comentário

0 Comentários