Advertisement

Responsive Advertisement

Ex-militar constrói fortaleza e cai na própria armadilha | Brazil News Informa


Ex-militar constrói fortaleza e cai na própria armadilha | Brazil News Informa

Um homem de 45 anos foi baleado, dentro de casa, pela própria armadilha que construiu. O caso inusitado aconteceu na noite desse sábado (9/10) em Patos de Minas, no Alto Paranaíba. Ele foi internado em estado grave após o projétil, calibre .12, entrar na região lombar e sair pela barriga. O homem sofreu hemorragia interna, foi submetido a circurgia e permanece internado no Hospital Regional Antônio Dias (HRAD). As informações foram confirmadas pelo médico do Samu Alexander Gonçalves.  

Fortaleza

 A residência do homem chama a atenção de quem passa pela Rua Piracicaba, no Bairro Jardim Esperança: muro alto, cerca elétrica, concertina e diversas câmeras de vídeomonitoramento já saltam aos olhos mesmo do lado de fora do imóvel.   
Um grande efetivo da Polícia Militar foi mobilizado para retirar as armadilhas© Igor Nunes Um grande efetivo da Polícia Militar foi mobilizado para retirar as armadilhas.

 Para se ter uma ideia, os militares precisaram usar escudos especiais para evitar qualquer acidente após serem alertados por vizinhos. Os dispositivos eram compostos de uma espingarda artesanal, calibre .12, e de uma ratoeira para acionamento. Também foram localizadas três armadilhas de caça, usadas para capturar animais de grande porte.  Até o varal de roupas era uma armadilha. Os fios estavam eletrificados. Os militares desligaram a energia, mas nem isso adiantou, porque a residência possui um sistema independente de geração, uma usina fotovoltaica. 

 Depois de mais de uma hora de trabalho, os militares conseguiram desarmar todas as armadilhas. Nenhum policial ficou ferido. Também foram apreendidas uma escopeta calibre 12 e um revólver calibre 38. As armas estavam dentro de um cofre.
No imóvel, que possui cerca elétrica, concertina e sistema de segurança por vídeo, havia várias armadilhas para capturar invasores

Segundo o sargento Peres, da Polícia Militar, vizinhos e familiares (irmã e filha) relataram que o homem "é paranoico, não sai de casa e vive isolado". Há cerca de quatro anos, ele perdeu a esposa e, a partir daí, a obsessão por segurança se intensificou. Ele dizia que temia por uma invasão na residência. 

Ainda segundo o PM, o homem de 45 anos já serviu ao Exército brasileiro como cabo. A polícia não divulgou em qual período o suspeito integrou o efetivo das forças armadas.  
O material apreendido foi entregue na delegacia de Polícia Civil. O homem poderá responder por posse ilegal de arma de fogo. 



Fonte: Estado de Minas

Postar um comentário

0 Comentários